Domingo, 18 Junho 2017 16:14

Câncer e a importância de Terapias Integrativas para seu tratamento

Escrito por
Avalie este ítem
(1 Voto)

As terapias integrativas são tratamentos complementares que ajudam os pacientes a fortalecer o corpo e o sistema imunológico antes, durante e após o tratamento convencional do câncer.

Elas aumentam o poder dessas terapias em matar as células cancerosas. Elas também ajudam a proteger células não cancerosas. Algumas dessas terapias ajudam a reduzir a inflamação e outros fatores que podem contribuir para um ambiente amigável ao câncer no corpo.

Outros tipos de terapias apoiam o bem-estar psicológico e emocional do paciente.

Estudos têm mostrado que várias pessoas em todo o mundo combinam uma série de terapias integrativas no tratamento do câncer, a fim de aliviar os efeitos colaterais do tratamento do câncer e aumentar sua saúde física após o diagnóstico com câncer.

Este artigo destaca uma série de terapias que podem ser usadas, tanto sozinhas como em combinação com outras terapias para ajudar a aliviar os efeitos do tratamento do câncer nos pacientes. Elas também podem ser empregados para melhorar sua qualidade de vida:

Acupuntura

Originalmente praticado na China, a acupuntura envolve a inserção de agulhas finas em vários pontos do corpo, a fim de influenciar o fluxo de energia. A acupuntura é conhecida por reduzir a náusea pós-operatória e os vômitos. Também é usada para tratar dor nas articulações e perda de sensação nervosa. 

Terapia de Massagem

Esta terapia envolve o uso do toque usando traços-chave para aplicar pressão sobre os músculos e tecidos moles do corpo. As massagens ajudam no relaxamento e no conforto. Também ajudam a reduzir a náusea e a fadiga. 

Reflexologia

Esta é uma aplicação de pressão em certas áreas dos pés, das mãos e orelhas. Essas áreas são conhecidas por terem uma conexão com os diferentes órgãos e sistemas do corpo. Ela é usada para aumentar o relaxamento e o conforto dos pacientes. Também ajuda a aliviar a fadiga e a náusea associadas aos tratamentos convencionais contra o câncer. 

Reiki

Esta é uma antiga técnica de cura japonesa para redução e relaxamento do estresse e também promove a cura. É administrado por meio da imposição de mãos sobre o paciente, com base na idéia de que existe uma energia da força vital imprevista que cria e sustenta toda a vida. 

Terapia de movimento

Estes envolvem o movimento do corpo de maneira rítmica. Exemplos desses movimentos incluem yoga, tai chi e exercícios regulares. O exercício ajuda a aliviar os músculos cansados e ajuda a reduzir o estresse. Pacientes com câncer que exercem regularmente têm alta energia, têm menos fadiga quando comparados aos que não estão ativos. 

Arte-terapia expressiva

A terapia artística expressiva mostrou provocar mudanças positivas no humor dos pacientes. Essas terapias aumentam a qualidade de vida e às vezes ajudam os pacientes a relaxar. Algumas dessas terapias incluem pintura, escrita criativa, tocar instrumentos musicais e ouvir música. 

Meditação

A meditação promove o relaxamento ao descansar a mente experimentando a capacidade natural do corpo de provocar sentimentos de calma. Os pacientes sofrem menos estresse e são emocionalmente equilibrados ao longo de um período de tempo. Recomenda-se para ajudar o paciente a diminuir a ansiedade e os níveis elevados de estresse.

Lido 191 vezes Última modificação em Domingo, 18 Junho 2017 16:45
Dr. Renato Riccio

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Medicina Funcional e Integrativa com foco em Medicina do Estilo de Vida

www.drrenatoriccio.med.br
Faça login para comentar

Sobre o Equilibrium

O Centro Equilibrium - Medicina Individualizada vem realizando atendimento médico em Medicina Funcional com foco em Estilo de Vida há mais de 30 anos. Venha conhecer uma forma bem diferente de atendimento médico, que tem como foco a prevenção e a orientação do paciente, buscando juntamente com ele o atingimento de suas metas individuais.

Leia em Vitamina D

  • Deficiência de Vitamina D em homens pode aumentar o risco de cefaléia crônica

    Uma nova pesquisa européia sugere que a falta de vitamina D poderia ter outro efeito sobre a saúde, aumentando o risco de dor de cabeça crônica em homens.

  • Vitamina D e um sono bom e o gerenciamento da dor

    Após uma revisão das pesquisas publicadas sobre a relação entre vitamina D, sono e dor, os pesquisadores sugerem que a suplementação de vitamina D, juntamente com uma boa higiene do sono, pode oferecer uma maneira eficaz de administrar a dor em condições como artrite, dor nas costas crônica, fibromialgia e cólicas menstruais.

  • Menos radioterapia necessária se houver mais vitamina D (câncer de pulmão no laboratório) - março de 2017

    A vitamina D melhora a sensibilização do câncer de pulmão para a radioterapia

  • Vitamina D - novo estudo sugere que ela ajuda a diminuir o risco de câncer

    A vitamina D e o cálcio, há muito reconhecidos como importantes para a saúde óssea, atraíram o interesse clínico nos últimos anos por seus potenciais benefícios não esqueléticos, incluindo a prevenção do câncer.

  • Vitamina D permite prever a agressividade do câncer de próstata

    Pesquisadores americanos sugerem que há uma ligação entre os níveis baixos de vitamina D e a agressividade do câncer de próstata, é o que mostra um estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”.