Domingo, 18 Junho 2017 17:01

Geração "Y" - Alimentos de baixa qualidade estão destruindo o corpo - o câncer intestinal está explodindo nessa geração! Destaque

Escrito por
Avalie este ítem
(3 Votos)

Um novo estudo mostra uma tendência alarmante para o câncer intestinal: a geração "Y", ou aqueles nascidos entre 1980 e 1995, têm quatro vezes a probabilidade de desenvolver tumores retais originários do intestino grosso do que aqueles nascidos na década de 1950. Os jovens também têm o dobro do risco de tumores do cólon, e a culpa disso são as dietas pobres e a falta de exercício.

Os especialistas da American Cancer Society estão pedindo campanhas educacionais e exames anteriores, bem como uma maior ênfase nos estilos de vida ativos e na alimentação saudável.

Doenças como o câncer colorretal, tradicionalmente têm sido associadas aos idosos, mas uma afinidade por alimentos pouco saudáveis levou a uma epidemia em pessoas mais jovens. Uma mudança nos hábitos alimentares da população em geral em direção a uma dieta baixa em fibra e alta em carnes processadas, como salsicha e bacon, é considerada uma das principais causas.

Um estudo de 2014 previu que o câncer intestinal aumentaria em 90% em pessoas com idades compreendidas entre os 20 e os 34 anos até o ano de 2030. Foi tão ruim que três de cada dez pessoas diagnosticadas com a doença nos EUA têm menos de 55 anos; isto é o dobro do número registrado em 1990. Parte do problema é que esta faixa etária não é rotineiramente submetida à triagem que os adultos de meia-idade recebem, o que reduziu as taxas nesse grupo etário.

O câncer colorretal engloba neoplasias malignas no reto ou no cólon. Eles normalmente começam com crescimentos chamados pólipos em uma parede interna. A maioria destes é benigna, mas alguns podem se transformar em câncer ao longo do tempo. De acordo com a American Cancer Society, espera-se que mais de 135 mil novos casos das duas doenças sejam diagnosticados este ano, e cerca de 50 mil pessoas morrerão de doença.

Os médicos enfatizam que a incidência geral em jovens ainda é muito baixa, apesar do aumento. As pessoas que experimentam os sintomas, tais como modificações do hábito intestinal ou hemorragia retal, geralmente não acabam tendo a doença, mas é importante para eles consultarem seus médicos se o problema não for resolvido.

O câncer colorretal é altamente evitável

Diante desse aumento alarmante, os jovens devem fazer tudo o que podem para ajudar a prevenir esta doença, o que é altamente influenciado por fatores de estilo de vida. Pesquisadores do Imperial College London mostraram como o câncer colorretal é, na verdade, um dos tipos de câncer mais evitáveis, com cerca de 45% dos casos que se acredita serem evitáveis, seguindo as recomendações dietéticas, como comer menos carne, consumir alimentos vegetais de alta fibra, exercitar-se e restringir-se o consumo de álcool. A carne processada é particularmente perigosa, aumentando o risco duas vezes mais do que a carne vermelha.

Na verdade, é uma boa idéia evitar todas as variedades de alimentos processados, porque é difícil saber que tipo de produtos químicos eles contêm. Um estudo da Georgia State University revelou que alguns dos emulsificantes mais populares encontrados em alimentos processados causam a inflamação que leva à formação de células cancerígenas. Eles também alteram o equilíbrio das bactérias no intestino de uma forma que incentiva o crescimento de células cancerosas. A presença desses emulsificantes nem sempre é óbvia quando você lê os rótulos dos ingredientes, de modo que a escolha mais segura é retirar esses alimentos completamente e aderir a alimentos caseiro, ou seja, comida de verdade.

A mensagem é clara: doenças mortais como o câncer colorretal não são algo que apenas as pessoas mais velhas precisam se preocupar. Os jovens precisam estabelecer hábitos saudáveis o mais cedo possível, o que inclui exercitarem-se regularmente, evitarem alimentos processados e limitarem a ingestão de álcool se eles quiserem evitar em se tornarem um número a mais nas estatísticas.

 

 

Lido 145 vezes Última modificação em Domingo, 18 Junho 2017 17:22
Dr. Renato Riccio

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Medicina Funcional e Integrativa com foco em Medicina do Estilo de Vida

www.drrenatoriccio.med.br
Faça login para comentar

Sobre o Equilibrium

O Centro Equilibrium - Medicina Individualizada vem realizando atendimento médico em Medicina Funcional com foco em Estilo de Vida há mais de 30 anos. Venha conhecer uma forma bem diferente de atendimento médico, que tem como foco a prevenção e a orientação do paciente, buscando juntamente com ele o atingimento de suas metas individuais.

Leia em Vitamina D

  • Deficiência de Vitamina D em homens pode aumentar o risco de cefaléia crônica

    Uma nova pesquisa européia sugere que a falta de vitamina D poderia ter outro efeito sobre a saúde, aumentando o risco de dor de cabeça crônica em homens.

  • Vitamina D e um sono bom e o gerenciamento da dor

    Após uma revisão das pesquisas publicadas sobre a relação entre vitamina D, sono e dor, os pesquisadores sugerem que a suplementação de vitamina D, juntamente com uma boa higiene do sono, pode oferecer uma maneira eficaz de administrar a dor em condições como artrite, dor nas costas crônica, fibromialgia e cólicas menstruais.

  • Menos radioterapia necessária se houver mais vitamina D (câncer de pulmão no laboratório) - março de 2017

    A vitamina D melhora a sensibilização do câncer de pulmão para a radioterapia

  • Vitamina D - novo estudo sugere que ela ajuda a diminuir o risco de câncer

    A vitamina D e o cálcio, há muito reconhecidos como importantes para a saúde óssea, atraíram o interesse clínico nos últimos anos por seus potenciais benefícios não esqueléticos, incluindo a prevenção do câncer.

  • Vitamina D permite prever a agressividade do câncer de próstata

    Pesquisadores americanos sugerem que há uma ligação entre os níveis baixos de vitamina D e a agressividade do câncer de próstata, é o que mostra um estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”.