Terça, 08 Agosto 2017 05:21

Entendendo a alergia ao trigo Destaque

Escrito por
Avalie este ítem
(3 Votos)

A consciência das alergias alimentares está aumentando e a alergia ao trigo está no topo da lista. A disponibilidade de produtos alimentares sem trigo faz do lidar com uma alergia ao trigo, um fato mais gerenciável. 

Como saber se você é alérgico aos produtos de trigo?

Sintomas de alergia de trigo:

De acordo com a Clínica Mayo, as crianças pequenas com sintomas de alergia ao trigo geralmente superam a alergia aos 5 anos de idade. No entanto, qualquer pessoa que apresente sintomas alérgicos ao trigo deve ser cuidadosamente observada para sintomas graves e que levem a risco de vida. Os sintomas poderão se desenvolver minutos a horas após a ingestão do trigo. 

ATENÇÃO: Os sintomas de alergia grave devem ser tratados como uma emergência!

Sintomas de alergia associados a uma reação ao trigo

Sintomas alérgicos leves:

  • Olhos vermelhos, pruriginosos, lacrimejantes e irritados
  • Vias nasais escorrendo ou entupidas
  • Urticária, erupção da pele ou prurido
  • Dor de cabeça

Sintomas alérgicos principais:

  • Comichão ou dor de garganta
  • Dificuldade ao respirar
  • Complicações intestinais como náuseas, vômitos, cólicas, diarréia 

A reação mais grave a um alérgeno de trigo é a anafilaxia. A anafilaxia inclui os principais sintomas acima, mas é muito mais grave. Esta é uma emergência médica e, portanto, o serviço de emergência deve ser acionado.

Sintomas alérgicos graves:

  • Lábios azuis ou pele pálida
  • Problemas para respirar e engolir com aperto no peito
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Transpirando profusamente
  • Cabeça leve ou perda de consciência.

 Como lidar com uma alergia ao trigo

  • Leia os rótulos dos alimentos. Existe na legislação determinação que exige que os fabricantes rotulem todos os alimentos que podem conter trigo. É importante saber que, nem sempre, um ingrediente de trigo é óbvio em um rótulo. Quando você tem uma alergia ao trigo ou a outros alimentos, eduque-se para ler  sempre a rotulagem na embalagem de alimentos.
  • Consulte o seu médico ou alergista. 

Uma vez que você esteja familiarizado com os sintomas, formas de evitar e tratar a alergia ao trigo, seus sintomas de alergia são controláveis e menos complicados. Os doentes com alergia ao trigo são capazes de lidar com a doença uma vez que sabem o que procurar e o que fazer quando a exposição acontece.

 

Lido 155 vezes Última modificação em Terça, 08 Agosto 2017 09:53
Dr. Renato Riccio

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Medicina Funcional e Integrativa com foco em Medicina do Estilo de Vida

www.drrenatoriccio.med.br
Faça login para comentar

Sobre o Equilibrium

O Centro Equilibrium - Medicina Individualizada vem realizando atendimento médico em Medicina Funcional com foco em Estilo de Vida há mais de 30 anos. Venha conhecer uma forma bem diferente de atendimento médico, que tem como foco a prevenção e a orientação do paciente, buscando juntamente com ele o atingimento de suas metas individuais.

Leia em Vitamina D

  • Deficiência de Vitamina D em homens pode aumentar o risco de cefaléia crônica

    Uma nova pesquisa européia sugere que a falta de vitamina D poderia ter outro efeito sobre a saúde, aumentando o risco de dor de cabeça crônica em homens.

  • Vitamina D e um sono bom e o gerenciamento da dor

    Após uma revisão das pesquisas publicadas sobre a relação entre vitamina D, sono e dor, os pesquisadores sugerem que a suplementação de vitamina D, juntamente com uma boa higiene do sono, pode oferecer uma maneira eficaz de administrar a dor em condições como artrite, dor nas costas crônica, fibromialgia e cólicas menstruais.

  • Menos radioterapia necessária se houver mais vitamina D (câncer de pulmão no laboratório) - março de 2017

    A vitamina D melhora a sensibilização do câncer de pulmão para a radioterapia

  • Vitamina D - novo estudo sugere que ela ajuda a diminuir o risco de câncer

    A vitamina D e o cálcio, há muito reconhecidos como importantes para a saúde óssea, atraíram o interesse clínico nos últimos anos por seus potenciais benefícios não esqueléticos, incluindo a prevenção do câncer.

  • Vitamina D permite prever a agressividade do câncer de próstata

    Pesquisadores americanos sugerem que há uma ligação entre os níveis baixos de vitamina D e a agressividade do câncer de próstata, é o que mostra um estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”.