Terça, 16 Maio 2017 17:30

Protetor solar e a vitamina D Destaque

Escrito por
Avalie este ítem
(1 Voto)

Um novo estudo revelou que a falta de vitamina D pode ser causada por doenças crônicas, mas também o é, devido ao uso de protetores solares.

Este estudo apurou que quase um bilhão de pessoas no mundo inteiro sofrem de insuficiência/deficiência de vitamina D. As pessoas passam cada vez menos tempo no exterior e, quando saem, normalmente usam protetor solar que essencialmente anula a capacidade do corpo em produzir vitamina D. Embora se queira que as pessoas se protejam contra o câncer de pele, existem níveis saudáveis, moderados de exposição solar não protegida por protetor que podem ajudar imensamente em aumentar a vitamina D.

As doenças crônicas como a diabetes do tipo 2 e as doenças relacionadas com problemas de absorção como a doença de Crohn, doenças dos rins e a doença celíaca inibem substancialmente a capacidade do organismo metabolizar a vitamina D a partir da alimentação. A vitamina D é considerada como sendo um hormônio e não uma vitamina que é produzida quando expomos a pele ao sol. Quase todas as células do nosso corpo possuem receptores de vitamina D, que desempenham um importante papel na modulação do crescimento celular, função imunitária e neuromuscular e ainda reduz a inflamação. 

A pele mais clara sintetiza mais vitamina D que a pele mais escura. Passar entre 5 minutos a meia-hora por dia ao sol, sem protetor solar, duas vezes por semana, pode ser o suficiente para aumentar e manter os níveis de vitamina D. A proteção com fator de proteção solar 15 ou superior faz diminuir em 99% a produção de vitamina D3! E mais! Não é necessário ir para a praia para obter os benefícios da exposição solar. Um passeio com as pernas e braços expostos ao sol poderá ser o suficiente. 

Com relação aos alimentos com vitamina D, destacam-se o leite, cereais do café da manhã e os cogumelos Portobello. Os suplementos de vitamina D poderão ser também eficazes, mas os autores recomendam que sempre se tenha um aconselhamento médico. 

Artigo Original

  • Pfotenhauer KM, Shubrook JH. Vitamin D Deficiency, Its Role in Health and Disease, and Current Supplementation Recommendations. J Am Osteopath Assoc. 2017 May 1;117(5):301-305. doi: 10.7556/jaoa.2017.055. PubMed PMID: 28459478. 

 

Lido 132 vezes Última modificação em Terça, 16 Maio 2017 17:34
Dr. Renato Riccio

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Medicina Funcional e Integrativa com foco em Medicina do Estilo de Vida

www.drrenatoriccio.med.br
Faça login para comentar

Sobre o Equilibrium

O Centro Equilibrium - Medicina Individualizada vem realizando atendimento médico em Medicina Funcional com foco em Estilo de Vida há mais de 30 anos. Venha conhecer uma forma bem diferente de atendimento médico, que tem como foco a prevenção e a orientação do paciente, buscando juntamente com ele o atingimento de suas metas individuais.

Leia em Vitamina D

  • Deficiência de Vitamina D em homens pode aumentar o risco de cefaléia crônica

    Uma nova pesquisa européia sugere que a falta de vitamina D poderia ter outro efeito sobre a saúde, aumentando o risco de dor de cabeça crônica em homens.

  • Vitamina D e um sono bom e o gerenciamento da dor

    Após uma revisão das pesquisas publicadas sobre a relação entre vitamina D, sono e dor, os pesquisadores sugerem que a suplementação de vitamina D, juntamente com uma boa higiene do sono, pode oferecer uma maneira eficaz de administrar a dor em condições como artrite, dor nas costas crônica, fibromialgia e cólicas menstruais.

  • Menos radioterapia necessária se houver mais vitamina D (câncer de pulmão no laboratório) - março de 2017

    A vitamina D melhora a sensibilização do câncer de pulmão para a radioterapia

  • Vitamina D - novo estudo sugere que ela ajuda a diminuir o risco de câncer

    A vitamina D e o cálcio, há muito reconhecidos como importantes para a saúde óssea, atraíram o interesse clínico nos últimos anos por seus potenciais benefícios não esqueléticos, incluindo a prevenção do câncer.

  • Vitamina D permite prever a agressividade do câncer de próstata

    Pesquisadores americanos sugerem que há uma ligação entre os níveis baixos de vitamina D e a agressividade do câncer de próstata, é o que mostra um estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”.